Carnival Row: Review

Carnival Row: Review

Hoje venho falar-vos de uma das últimas séries que vi já neste mês de Setembro: Carnival Row. Já tinha ouvido um certo buzz à volta desta série, e fiquei algo curiosa por vê-la. Comecei a ver esta série num daqueles dias “apetece-me ver algo, mas não sei o quê…”. Cruzei-me com ela no Mr Piracy e decidi dar-lhe uma oportunidade. A verdade é que a única coisa que sabia sobre a série é que o Orlando Bloom (Piratas das Caraíbas, Lord of the Rings, etc) e a Cara Delevingne (Suicide Squad, Paper Town, etc.) entravam como personagens principais.

Today I’m making a review of one of the last series I’ve seen this September: Carnival Row. I had heard a buzz around this series and, even though I didn’t know what it was about, I was curious about it. I started watching this series on one of those “I feel like watching something but don’t know what” kind of days… On Mr Piracy, I came across Carnival Row, so I decided to give it a go. Truth is, the only thing I knew about this series is that it is starred by Orlando Bloom (Pirates of the Caribbeans, Lord of the Rings, etc) and Cara Delevingne (Suicide Squad, Paper Town, etc.), as main characters.

 

A história | The plot

A narrativa passa-se num universo de fantasia, onde humanos, fadas, faunos e lobisomens coexistem. Mas não de forma harmoniosa. Em período pós-guerra, os seres fantásticos tentam fugir das suas cidades, à procura de uma vida melhor. Porém, os humanos não os vêem com bons olhos. A história gira à volta da investigação da morte de uma fada em circunstâncias misteriosas. Numa cidade onde não são socialmente aceites misturas entre seres fantásticos e seres humanos, todo o caso se torna bastante mais interessante.

The narrative happens in a fantasy world where humans, fairies, fauns and werewolves coexist. But not in a good way. In a post-war period, the non-human beings try to escape their cities, looking for a better life. However, humans don’t make their lives easy… The story evolves around a murder investigation of one of the most known fairies in the city. In a city where relationships between humans and fairies and other beings are not socially accepted, this case turns out to be way more interesting.

 

 

Onde ver | Where to watch

Esta série é original Amazon, pelo que pode (e deve) ser vista no serviço Prime Video. No entanto, podem encontrá-la também disponível no site Mr. Piracy.

This is an original Amazon series, which means it is available at Prime Video. However, it can also be seen at Mr. Piracy.

 

A minha opinião | My opinion

Carnival Row é uma daquelas séries algo fora da caixa que os amantes do género fantástico vão gostar de ver. Tem apenas 8 episódios, de cerca de uma hora cada, pelo que é relativamente rápida de ser vista. Adorei voltar a ver o Orlando Bloom num papel deste estilo, ainda que a personagem dele viva numa espécie de luta interior constante. Quanto a Cara Delevingne, eu já a conhecia do mundo da moda e confesso que apesar dela fazer um papel interessante, foi estranho vê-la neste contexto mais diferente. Ainda assim, criou uma química boa com a personagem de Orlando Bloom.

Carnival Row is one of those series out-of-the-box that fantasy lovers will enjoy watching. It only has eight episodes of one hour each, so it is really easy and fast to watch. I loved seeing Orlando Bloom again in this type of role, even though his character lives in a dark phase. As for Cara Delevingne, I knew her from the fashion world and I must admit that even though she has an interesting role, it was weird to see her in this context. However, she clicked quite well with Orlando’s character.

 

Voltando à narrativa, o que eu achei mesmo mesmo interessante nesta série foi a crítica que é feita à sociedade de hoje. A forma como utilizaram um mundo de fantasia para criticarem a sociedade elitista, a crise dos refugiados e tantos outros problemas dos dias de hoje pareceu-me ser bastante inteligente e evidente ao longo dos oito episódios. E apesar de ser uma série com muita coisa fictícia, dá-nos realmente a pensar na sociedade em que vivemos e em algumas atitudes que adoptamos face a determinadas situações.

Back to the story line, what I really enjoyed about this series was the critique that is made to today’s society. The way they used a fantasy world to portray important issues such as elitist societies, refugee crisis and others, seemed to me that it was a very clever thing to watch along the eight episodes. And even though this is a fantasy series, it really gives us material to think about.

 

Portanto, é uma série que aconselho todos a verem. Tem algumas cenas um poucos mais brutas (sangue e entranhas à vista, por exemplo), mas não são assim tão chocantes quanto isso 😉

All in all, this is a series I recommend everyone to see. It may have a few scenes that can be brutal but they are not that shocking 😉

 

xoxo,

P.

 

P.S. Já subscreveste? Insere o teu e-mail e és notificado cada vez que temos novidades! Também estamos no instagram em @triodavidairada e no facebook.

P.S. Have you subscribed? Insert your email and you will be notified every time we have news! You can also follow us on Instagram @triodavidairada and on  facebook.

 

 



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *