Bullet journal folha-a-folha: tudo o que precisas de saber

Bullet journal folha-a-folha: tudo o que precisas de saber

Sempre fui uma pessoa que adora agendas! Quando entro em alguma loja, dou por mim a vaguear para aquele cantinho dos cadernos às bolinhas ou de agendas bonitas que enchem as estantes (e as canetas! Nem me ponham a falar de canetas!). Mas há 2 anos atrás apercebi-me que quase todas as agendas que comprava ficavam na secretária a apanhar pó. Não eram úteis ou então não serviam para aquilo que queria, e foi a pesquisar na internet que encontrei o bullet journal.

 

O que é um bullet journal?

 

O bullet journal é um sistema criado por Ryder Carroll, um designer digital americano, que combina listas de tarefas com uma agenda totalmente adaptada para ti. Como? Porque és tu que desenhas a tua própria agenda e a adaptas às tuas necessidades.

“The bullet journal is a customizable and forgiving organization system. It can be your to-do list, sketchbook, notebook, and diary, but most likely, it will be all of the above. It will teach you to do more with less.”

~ bulletjournal.com, Ryder Carroll

Esta para mim é a principal vantagem. O layout semanal que experimentaste não está a funcionar para ti? Podes desenhar outro para a semana que vem. Podes ser tão criativo quanto quiseres.

 

 

Ou manter o teu bullet journal simples e minimalista. 

 

E o melhor de tudo? Não precisas de muito para começar.

 

O que precisas?

 

Tudo aquilo que necessitas para começar é um bloco e uma caneta. Podes usar canetas de cor para decorar o teu bullet journal mas não é necessário que o faças. Eu uso um Leuchtturm1917 pontilhado (à venda na Fnac por cerca de 14€), mas também já usei um caderno preto simples da note que saiu muito mais em conta (à venda no Continente por cerca de 5€). Uso também canetas da Staedtler (pack de 30 à venda na Staples por cerca de 20€) mas uma caneta simples da tua cor preferida também serve.

 

Como começar?

 

bullet journal capa 2018

 

Algumas pessoas gostam de começar o seu bullet journal com um índice. Não é o meu caso, e como o objectivo é adaptares este formato às tuas necessidades, vamos saltar este passo.

 

1. Chave

 

Aqui é onde defines o que vais colocar no teu bullet journal. Funciona como uma espécie de código que te indica o que inseres na tua agenda. Aqui é também onde podes definir o teu código de cores se decidires usar um. Eu uso apenas roxo para assinalar feriados e datas comemorativas e preto para tudo o resto. 

 

bullet journal chave

 

Com este sistema consigo perceber que tarefas tenho naquele dia (assinaladas com pontinhos) e que tarefas já estão completas (assinaladas com uma cruz). Se a passo para outro dia, uso o código da tarefa migrada (>) e se a comecei mas não terminei uso o código (<). Podes usar caixinhas onde colocas certos quando terminas as tarefas, traços ou até bolas que preenches quando a tarefa está terminada.

 

2. Calendário e future log

 

bullet journal future log

 

O future log é onde podes assinalar tudo aquilo que vai acontecer no teu ano. Férias, consultas ou aniversários, tudo cabe no future log. Se fores tão esquecido(a) como eu, este layout vai dar-te muito jeito para planear os teus meses e nunca te esqueceres dos anos de ninguém!

Também podes usar estas páginas para manteres os teus objectivos organizados. Podes incluir datas de exames ou a data de entrega daquele projecto importante. Ou simplesmente para manteres as tuas resoluções bem visíveis. Queres ler 5 livros até Junho? Ou perder peso até ao Verão? Insere no teu calendário!

 

3. Calendário mensal

 

Neste layout é onde vais começar a planear à séria! Planeia o teu mês ao mais pequeno detalhe se é o que preferes ou assiná-la simplesmente datas importantes para ti. 

 

bullet journal monthly log

 

Como vês eu também uso estas páginas para manter as minhas resoluções e objectivos. Tenho também uma lista de tarefas que tenho de completar em Janeiro. Se algum destes itens não é útil para ti lembra-te, tu desenhas, tu controlas! Usa aquilo que te é mais útil.

 

4. Calendário semanal

 

O meu calendário semanal é o que sofre mais mudanças. Muitas semanas em que o trabalho não é muito ou se por exemplo estou de férias, uso um layout mais pequeno e com menos espaço (ou no caso das férias, arrumo o meu bullet journal na prateleira).

 

bullet journal weekly log

 

Podes adicionar aqui a tua lista de tarefas e os eventos que vão acontecer nesta semana. Podes também preferir usar um calendário diário em vez de semanal. Escolhe aquilo que mais se adapta às tuas necessidades.

 

Não tenhas medo de errar

Com um método como este, onde tu és responsável pelo desenho da tua própria agenda, é fácil cometermos erros. O meu concelho é rir e seguir em frente. Eu própria cometo erros, e já uso este método há dois anos. Escrevi sunday em vez de domingo no calendário semanal ou January em vez de Janeiro no mensal.

É normal e seria impossível de outra maneira. Segue em frente e recomeça amanhã. Vais ver que os erros que te irritam hoje vão ser engraçados amanhã.

 

Liberta a tua criatividade!

 

Este sistema é desenhado por ti e para ti, por isso, liberta a tua criatividade, se assim o desejares. Eu gosto de adicionar algumas páginas que me divertem ou me dão prazer de olhar.


bullet journal year in pixels

 

Nesta página, preencho um quadradinho em cada dia com a cor que se adequa ao meu estado de humor. É uma página que não tem razão de ser, a não ser pelo divertimento que me dá chegar ao final do ano com tudo colorido.

Outra opção, é encheres o teu bullet journal com citações que te inspiram…ou não. É estranho? Eu vou explicar. Eu não gosto muito de ler as típicas citações inspiradoras. ‘Be yourself’ ou ‘És único(a)’. Sim, são bonitas mas às vezes (quase sempre) até enjoam (sou só eu?!). Por isso no meu bullet journal incluí uma citação que me fez rir por ser o oposto destas que eu referi.

 

be yourself no one else wants to be you

 

Aqui pode ler-se “Be yourself, no one else wants to be you” que se traduz (mais ou menos) em “Sê tu próprio(a), mais ninguém quer ser como tu”.

Sei que não é propriamente inspiradora ou positiva mas achei hilariante e é isso que o bullet journal deve ser. Adaptado a ti e não ao que parece bem ou ao que é bonito.

 

Bons desenhos!

 

J



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *